Presidente do Aster se afasta e emissora será descontinuada


Acionistas concordaram e emissora encerrará as atividades até o mês que vem

Um fato surpreendeu muita gente do Twitter na manhã do dia 13 de julho. Autores estranharam o fato de Carlos Alberto (presidente do Aster) ter desativado a sua conta na rede social e especulou-se ser algo temporário. No entanto, o que chamou atenção, segundo relatos, foi sua mensagem enigmática antes de partir.

Ricardo Pabllo, mais conhecido como Riri e um dos acionistas majoritários, conseguiu um último contato com Carlos. Informou que falou com ele sobre a situação da emissora e que o mesmo autorizou a descontinuação, que devido a problemas pessoais graves, vai se afastar em definitivo do mundo virtual; e seguirá outros rumos na vida.

A decisão abalou a comunidade de autores da emissora. Para quem não sabe, o Aster tinha uma fila de novelas programadas até o segundo semestre 2021, uma administração exemplar e um plano de reestruturação quase finalizado (UmSóAster). Foi lançada oficialmente no dia 22 de julho de 2019 e completaria 1 ano de existência na semana que vem.

Carlos Alberto nunca tinha trabalhado em uma emissora virtual antes. Seu primeiro contato com o MV foi através das leituras da novela Destino (de Luciane Leitão) quando era exibida na famigerada Web Mundi. Fascinado pelo universo da literatura online, ele, junto com um grupo de autores, fundou o Aster, onde ficou responsável pela presidência e gestão de dramaturgia. Fã de literatura clássica brasileira, sua inspiração na hora de escrever “O Tempo é o Espaço”, sua novela prevista para setembro deste ano. Um dos seus gostos novelísticos era pela novela A Favorita, disponibilizada recentemente no Globoplay (serviço de streaming da rede Globo).

Admirado por muitos quando o assunto era organização da rede, Carlos também ajudava autores iniciantes com orientações, feedbacks detalhados e conselhos novatos que sonham ser reconhecidos pelo seu trabalho e paixão, que é a escrita. Já teve atritos com alguns, mas fez questão de deixar claro que não guardava mágoas, muito menos rancor. Visionário, conceituou inúmeros projetos para o Aster. Alguns saíram do papel, outros foram engavetados. Sonhava grande, por vezes mais alto do que poderia alcançar. Comprou domínio para o site, idealizou o Constelation (a primeira plataforma de streaming com marketplace do MV), liderou a ressureição do Ultra e fechou parcerias estratégicas, entre elas a Rajax e DiggTV. Entre inúmeros feitos.

Kax Silva, sócio majoritário e administrador do Aster, se surpreendeu com a decisão de afastamento e que a situação lhe entristeceu.
“Que presente de aniversário. Acordei com uma notícia dessa. Mas no dia 13, como eu estava a correria, não acreditei de imediato. A ficha só caiu mesmo no dia seguinte quando eu vi que ele não voltou no Twitter e fui conversar com o Riri, que era um dos amigos próximos a ele. Ele confirmou a história, mas também não deu detalhes porque o Carlos não explicou sua saída repentina pra ninguém. Simplesmente se foi.”

A mensagem que Carlos enviou para o Kax foi essa:



Alguns autores do Aster ainda vão passar no R.H. da emissora para serem orientados a respeito de suas obras que já estavam em desenvolvimento. Ficou decidido que, em respeito do autor Breno Weverton, ‘A Patroa do Bocado’ será exibida até o fim e ficará disponível no site tempo o suficiente para que leitores acompanhem o desfecho da novela, sem pressa.

Riri e Kax decidiram por deixar o site no ar de forma permanente para aqueles que queiram relembrar daquela, que foi um dia, a mais promissora do mundo virtual, em seu jeito único e diferenciado.

Avatar

Tudo sobre AsterTV

Nenhum comentário:

Postar um comentário

close

menu cel