Relações Destrutivas- Capítulo 10.




Capítulo 10:
CENA 1: CASA DE ANTÔNIO/ QUARTO DE ANTÔNIO/ INTERIOR/ MANHÃ/
Continuação imediata da última cena do cap. anterior. Close no rosto de Megan, abismada, olhando àquele papel.
Fade-in: Suspfreud (Instrumental)- Mú Carvalho.
Megan- Isso é inacreditável. (T) Só pode ser mentira! –Barbarizada- Um pobretão como o meu pai ser tão rico desse jeito? –Indignada- NUNCA, NUNCAAAAAAAAAAAAAAAAAA!
A mulher joga os papéis e o envelope na cama e fica de pé. Close em Megan, perplexa.
Megan (diabólica)- Ah, mas isso não vai ficar assim. (T) Eu passei a minha miserável vida me escondendo de tudo e de todos pra agora eu descobrir que meu pai é milionário?
Ainda chocada com tudo, Megan pega novamente o papel. Ela olha a data.
Megan- Junho de 2019? (T) ÓDIO! QUE ÓDIOOOOOOOOOOO. –Desequilibrada- SEU VELHO DESGRAÇADO, VOCÊ ME PAGA, ANTÔNIO... VOCÊ ME PAGA!
A menina chora, furiosa. Ela pega o seu telefone faz uma ligação.
Megan (maléfica)- Abner? (T) Você disse que está tão apaixonado por mim, não é? (T) Então vem aqui pra casa agora e demonstre que realmente me quer!
Ela desliga a ligação e joga o telefone na cama.
Megan (decidida)- Se você não quer, eu quero! –Sangue nos olhos- Velho medíocre!
Megan senta-se na cama, lendo o papel, ainda incrédula.
Fade-out: Suspfreud (Instrumental)- Mú Carvalho.
CENA 2: CASA DE EDUARDO/ SALA/ INTERIOR/ MANHÃ/
A câmera está alternada entre Paty e Fabrício, que sorriem, carinhosamente.
Fade-in: Brother- Kodaline.
Paty- Ai, Fah, não acredito que estamos separados.
Fabrício- Mas eu tô bem, irmã. (T) Agora eu tenho a certeza de que eu vou ser mais feliz do que nunca. (T) Podemos nos ver.
Paty- Claro que podemos. (T) Mas não vai ser todos os dias como antes.
Fabrício- Eu sei...
Paty- E me conta o que aconteceu.
Fabrício- A minha mãe mandou dar um fim no Gabriel, aí eu decidi tirá-lo do hospital antes que fosse tarde demais.
Paty- Eu imaginei que fosse mesmo. (T) Aonde você tá irmão?
Fabrício- Em Ilhabela, na casa do irmão do Gabriel. (T) Aqui é paradisíaco.
Paty- Graças a Deus estão bem.
Fabrício- Sim, eu prometo que não vamos ficar sem nos falar.
Fade-out: Brother- Kodaline.
Paty- Fabrício me responde uma coisa? (T) O carro está com você?
Fabrício- Claro que não, Paty. Você acha que eu não me lembrei de que o carro tinha rastreador?
Fade-in: Decolagem (Instrumental)- Victor Pozas.
Flashback:
BR/ MADRUGADA/
Um carro está do outro lado da rua. Fabrício e Bráulio estão próximos a uma ribanceira.
Fabrício (olha p/ seu carro)- Agora você nunca vai me encontrar, mãe!
Fabrício e Bráulio empurram o carro, que vai descendo cada vez mais rápido a ladeira. O veículo vai capotando até explodir.
Fim do flashback.
Fabrício- E foi isso que fizemos.
Paty- Graças a Deus. (T) Ai que alívio!
Close em Patrícia, aliviada.
Fade-out: Decolagem (Instrumental)- Victor Pozas.
CENA 3: CASA DE ANTÔNIO/ QUARTO DE MEGAN/ INTERIOR/ TARDE/
Abner está pasmo ao se deparar com a informação que há no envelope.
Megan- Eu espero que você entenda, Abner. Além de te dar a chance de ser meu comparsa, eu também estou disposta a permanecer rica juntamente de você.
Abner (malicioso)- Lembrou de mim bem rápido.
Megan- E você acha que eu me lembraria de quem? Do Eduardo que me chutou antes mesmo de ter alguma coisa comigo?
Abner (safado)- Eu sei que você tá doido pra pegar esse dinheiro e ir para um motel bem luxuoso transar comigo.
Megan (sedutora)- Precisa ser num motel?
Fade-in: Terremoto- Anitta e Kevinho.
Abner sorri, sem-vergonha, ele pega Megan no colo e eles se beijam.
Abner- Diz que me quer.
Aproxima sua boca do ouvido do homem.
Megan (excitada)- Me fode, sem pudor!
A imagem escurece e clareia lentamente. Close em Megan e Abner tampados pelo lençol. Ele está deitado na cama e Megan em cima dele. Foco no rosto do homem, com muito tesão. Enquanto ele passa a mão nas curvas de Megan. Close agora no rosto da jovem, o prazer é nítido.
A imagem vai desfocando lentamente.
CENA 4: ANOITECE/ MANSÃO DOS DANTAS/ SALA/ INTERIOR/
Um homem sai da casa. Isolda fecha a porta e depois se dirige até Alessandra e Dorotéia.
Dorotéia- Até agora eu não entendo como começou a minar água no chão do meu banheiro.
Alessandra- Quem sabe. Essas coisas também acontecem, né?
Dorotéia- Claro, o tanto de serviço porco que tem hoje em dia. Gente preguiçosa e safada querendo arrancar cada centavo da gente com serviço mal feito.
Alessandra- Se soubesse que iria reclamar nem tinha te chamado.
Dorotéia (exaltada)- Ai pelo amor de Deus, Alessandra. Eu não vou discutir com você. Vou deitar porque o dia de hoje foi cheio.
A mulher sobe as escadas, deixando Isolda e Alessandra. Elas sorriem.
Alessandra- Graças a Deus o meu neto foi esperto e conseguiu se livrar da jararaca. Ela não vai achar ele nunca!
Isolda- Mesmo que tenha sido em vão o que fizemos, valeu a pena ter essa notícia.
Alessandra (melancólica)- Ai, Isolda, eu estou tão triste sabendo que meu neto vai ficar longe de mim, -sorrindo- mas muito feliz sabendo que ele tá com a pessoa que ama.
Isolda- Ele merece muito ser feliz. Fabrício é menino de ouro.
Alessandra- Por falar em menino de ouro, preciso subir.
Fade-in: Bola Rebola- Tropkillaz, J. Balvin, Anitta e Mc Zaac.
Isolda- Mas não iríamos tomar um café?
Alessandra- Me esqueci que iria ter um programinha no meu quarto... –Pensativa- Não quer vir?
Isolda (sem graça)- Ai eu não sou disso, D. Alessandra.
Alessandra- Deixa de palhaçada, menina, você é nova! (T) E tem mais, esse de hoje é bem novo.
Isolda (ansiosa)- Ai então vamos.
Elas sobem, apressadas.
CENA 5: MANSÃO DANTAS/ QUARTO DE ALESSANDRA/ INTERIOR/ NOITE/
Close em Isolda e Alessandra na frente do notebook, elas vêem um novinho muito bonito e com um corpo másculo fazendo strip tease para elas.
Isolda (animada)- Ai é disso que eu gosto!
Alessandra- Nossa, Isolda, há quanto tempo você não transa? Tá parecendo desesperada.
Isolda- Ai com esse trabalho aqui eu já tô até com teia de aranha nas pregas.
Alessandra- Deus me livre.
Elas olham para a tela do dispositivo.
Isolda (safada)- Uuuuuuuuuuh isso! –Safada- Desce mais um pouco, seu safadinho!
Alessandra- Eu hein, tá toda soltinha, hein Isolda?
Isolda- Tô cansada, mas não tô morta.
Close nas duas observando o homem, muito eufóricas.
Fade-out: Bola Rebola- Tropkillaz, J. Balvin, Anitta e Mc Zaac.



CENA 6: MANSÃO DOS DANTAS/ QUARTO DE DOROTÉIA/ INTERIOR/ NOITE/
Close em Dorotéia, andando de um lado para o outro. Ela recebe uma mensagem no celular, que está na cama. Ela corre e vai olhar.
Dorotéia (lendo)- Se quiser, amanhã mesmo podemos fazer isso. –Ela digita- Pode me ligar?
A mulher envia a mensagem. Após alguns segundos, ela recebe uma ligação. A câmera alterna entre ela e um homem que presta serviços para ela.
Dorotéia- Espero que dessa vez não dê errado, seu imbecil.
Bandido- Claro que não, pode ter certeza que o filho do empregadinho lá não vai escapar.
Fade-in: Tony Crimes (Instrumental)- Rodolpho Rebuzzi.
Dorotéia- Vai saber, né? Porque com o meu filho você disse a mesma coisa. (T) Eu juro que se esse serviço não sair, eu vou ir aí e dar um fim em você, seu imecil.
Bandido- Calma, madame.
Dorotéia- Eu espero que você tenha ouvido bem, não é pra matar, só pra dar uma surra bem dada. Só assim pra eu acabar com a merda que você fez.
Bandido- Então tá resolvido, madame. Amanhã a gente se fala então.
Dorotéia desliga a ligação. Close no olhar maléfico dela.
Dorotéia- É, Eduardo, infelizmente esse é o único jeito de descobrir aonde está o meu filho.
Dorotéia coloca seu celular em cima do criado mudo, e após isso, se olha no espelho, tirando seus brincos, colares e maquiagem.
Fade-out: Tony Crimes (Instrumental)- Rodolpho Rebuzzi.
CENA 7: CASA DE ANTÔNIO/ SALA/ INTERIOR/ NOITE/
Megan e Abner olham para um homem, que está lendo uma folha. Ele termina de ler e olha para os dois.
Megan (aflita)- E aí, o que você pode me dizer?
Advogado- O que eu posso te dizer é que seu pai precisa assinar esse documento. Ele ainda não recebeu nada dessa herança.
Megan- Eu não posso fazer nada para intervir não?
Advogado- Não, a senhorita não pode fazer nada. (T) A não ser que ele esteja com risco enorme de vida precisando fazer uma cirurgia, você pode entrar com uma petição para o juiz liberar.
Fade-in: Caluroso (Instrumental)- Victor Pozas.
Megan- Então quer dizer que se ele estiver precisando de uma cirurgia, à beira da morte... –Sorrindo- Eu posso pedir o dinheiro para o juiz?
Abner (perplexo)- Megan... Você não vai fazer isso...
Megan- Obrigado, moço. –Pegando o papel da mão dele- Com certeza vou precisar dos seus serviços. (T) Vou te procurar assim que for necessário!
Advogado- Com licença.
O homem vai embora. Megan fecha a porta. Abner está chocado com ela.
Abner- Você vai ter coragem de fazer isso mesmo?
Megan- Olha eu até teria, porque o meu pai não teve consideração nenhuma por mim nessa vida. (T) Mas acho que vou procurar outra forma de fazer isso.
Close nos dois se encarando.
Fade-out: Caluroso (Instrumental)- Victor Pozas.
CENA 8: CASA DE EDUARDO/ SALA/ INTERIOR/ NOITE/
Eduardo e Paty sentam-se ao sofá. Ícaro e Manu entram no cômodo.
Manu- A gente terminou de limpar a cozinha, pai.
Ícaro- Agora eu vou dormir porque tô cansado.
Manu- Ai eu também, senão vou acordar morta amanhã na hora de ir pra aula.
Paty- Ah, que pena, eu queria conhecer vocês mais.
Ícaro (ironizando)- Acho que você prefere mais a companhia do meu pai.
Paty fica sem graça e Manu ri.
Fade-in: Tragicômica (Instrumental)- Victor Pozas.
Eduardo (repreende)- Ícaro...
Manu- Ai, pai, não disfarça. Vocês dois precisam de um tempo a sós, aconteceu tanta coisa na vida de vocês esses dias.
Paty (P/ Eduardo)- Ela tem razão.
Ícaro (debocha)- E vai ver vocês também querem um momento mais íntimo.
Eduardo pega a almofada e joga em Ícaro, que desvia, sorrindo.
Manu- Ai que horror, Ícaro.
Eduardo- Você tá cheio de graça hoje, não é menino?
Ícaro- E eu nem sou a ave-maria.
Paty sorri.
Paty- Ai vocês são uma piada.
Manu- Bom eu vou me mandar.
Ícaro- Eu também.
Eles dão um beijo e abraço em Eduardo e Paty.
Ícaro (saindo/sarcástico)- Tchau, pombinhos...
Eduardo joga outra almofada nele, que sai correndo pro quarto.
Fade-out: Tragicômica (Instrumental)- Victor Pozas.
Eduardo- Sozinhos.
Paty- E isso é uma boa.
Paty beija Eduardo.
CENA 9: MANSÃO DE BRÁULIO/ QUARTO DE FABRÍCIO/ INTERIOR/ NOITE/
Fabrício está deitado, ao lado de Gabriel. Eles estão conversando.
Gabriel- Eu não tô aguentando mais ficar aqui deitado. (T) Quero melhorar logo.
Fabrício- Calma, amor.
Gabriel (apaixonado)- É tão bom estar aqui com você, meu amor.
Fade-in: Que Lo Nuestro Se Quede Nuestro- Carlos Rivera.
Fabrício- Eu tava pensando em uma coisa hoje pela tarde...
Gabriel- Boa ou ruim?
Fabrício- Ótima.
Gabriel- Então me fala o que é.
Fabrício- Eu sei que seu irmão não se importa de ficar aqui, mas eu estou me sentindo como se tivesse incomodando. (T) Não que eu ache que ele tá pensando isso, mas é uma coisa minha, entendeu, belo? (T) A minha mãe sempre colocava dinheiro na minha conta e hoje eu tenho muito dinheiro. Eu tava pensando em comprar uma casa pra gente e construir algo pra gente viver disso. (T) Eu quero ter uma vida ao seu lado, meu amor, uma vida de casal, e se possível até casar com você.
Gabriel fica em silêncio, e Fabrício vai ficando sem graça. Aos poucos, lágrimas percorrem pelo rosto de Gabriel.
Gabriel (emocionado)- Essa é a coisa mais linda que já escutei, belo.
Fabrício (sorrindo)- Então quer dizer que você aceita?
Gabriel- Mas é claro que eu aceito. (T) Eu quero passar o resto da minha vida com você, amor.
Fabrício dá um beijo bem apaixonado em Gabriel.
Fabrício (apaixonado)- Eu queria tanto fazer amor com você... (T) Uma pena que não podemos.
Gabriel- Mas é claro que podemos fazer isso.
Fabrício (confuso)- Como?
Gabriel beija Fabrício e passa a mão aonde fica a região íntima. Eles dão um sorriso em meio ao beijo e voltam a se beijar.
Gabriel (excitado)- Eu quero que você tenha um momento inesquecível.
A imagem escurece e clareia. Close em Gabriel deitado de lado e Fabrício de barriga pra cima. A câmera pega apenas do abdômen pra cima. Vemos o rosto de Fabrício com muito prazer. Notamos também o braço de Gabriel mexendo para cima e para baixo. Eles se olham com muito prazer.
Gabriel (safado)- Faz isso pra mim...
Fabrício dá um gemido bem forte, tremendo seu corpo. Aos poucos ele se recupera daquele momento prazeroso, virando-se para Gabriel, e eles se beijam.
Fabrício- Eu te amo, belo.
Gabriel- Eu te amo mais, belo.
Fabrício- Agora é a minha vez...
A imagem vai escurecendo lentamente.
Fade-out: Que Lo Nuestro Se Quede Nuestro- Carlos Rivera.
CENA 10: AMANHECE/ MANSÃO DOS DANTAS/ SALA DE JANTAR/ INTERIOR/
Paty e Alessandra estão tomando café. Dorotéia chega e senta-se à mesa sem falar nada com ninguém.
Alessandra- Bom dia. Deixou a educação lá no quarto?
Paty- Se é que já teve...
Dorotéia (estressada)- Depois as duas vem dizer que eu quem sou implicante, né? Mas que inferno, não pode nem tomar café em paz?
Alessandra- Eu te conheço, Dorotéia, com certeza essa sua cabecinha está maquinando alguma coisa.
Isolda vem chegando com uma tigela e uns morangos cortados. Ela põe à mesa.
Dorotéia (P/ Alessandra)- Deixa eu te perguntar uma coisa? (T) Que gritaria era aquela vindo do seu quarto ontem?
Alessandra e Isolda se olham, encurraladas.
Alessandra- Era só uma das minhas festinhas.
Isolda- Eu vou buscar seu chá.
Isolda se retira.
Dorotéia (P/ Paty)- E o seu irmão? Já ligou pra você? –P/ Alessandra- Pra você?
Paty- Por que isso te interessa tanto?
Dorotéia- Deve ser porque ele é meu filho e quero saber se ele tá vivo.
Paty- Por que você não pergunta para os seus capangas que tentaram capotar o carro dele?
Fade-in: Pike Ppk (Instrumental)- Eduardo Queiroz.
Dorotéia- Foi isso o que ele te disse?
Paty- Você só está tentando arrancar informação de mim.
Alessandra- Eu disse que você tava maquinando alguma coisa na sua cabeça, sua jararaca.
Dorotéia (olha p/ Alessandra)- Eu devo ser filha de quem, sua bruaca?
Alessandra- Olha aqui, Dorotéia, você me respeita. –Fala alto- Eu não sou nenhuma de suas amigas pra você gritar assim comigo.
Dorotéia- E você é quem mesmo? –Debochada- Deixa eu me lembrar... –Ironiza- A Vovó Gatosa, não é, sua velha safada?
Alessandra (furiosa)- JÁ CHEGA.
Alessandra se levanta e dá uma bofetada em Dorotéia. Ela desfere vários tapas contra a mulher, que tampa seu rosto.
Alessandra- EU VOU TE MOSTRAR QUEM EU SOU, SUA DESGRAÇADA. (T) VOCÊ VAI APRENDER A ME RESPEITAR.
Paty e Isolda correm até Alessandra e puxam a mulher, afastando-a de Dorotéia.
Dorotéia (levantando-se)- Você vai me pagar, sua velha maldita.
Paty- PARA DE FALAR ASSIM COM ELA, SUA VÍBORA.
Dorotéia- VÍBORAS SÃO VOCÊS DUAS QUE ESTÃO CONTRA MIM, MAS EU VOU MOSTRAR QUEM É QUE MANDA NISSO DAQUI. (T) E ME ESCUTA BEM, PATRÍCIA, VOCÊ VAI SE DAR MUITO MAL EM FICAR DO LADO DELA.
Paty (pasma)- Você tá me ameaçando?
Dorotéia vira as costas e vai embora, deixando as três.
CORTA P/ O QUARTO DE DOROTÉIA:
A mulher chega furiosa ao seu quarto e faz uma ligação. A câmera alterna entre ela e um bandido.
Dorotéia- Já tá tudo pronto para hoje?
Bandido- Estamos aqui na porta da escola.
Dorotéia- Ótimo.
A mulher desliga a ligação e a câmera foca apenas nela.
Dorotéia- Vamos ver se você vai ou não precisar de mim, seu empregadinho miserável.
Fade-out: Pike Ppk (Instrumental)- Eduardo Queiroz.
CENA 11: HOSPITAL PÚBLICO/ INTERIOR/ MANHÃ/
Megan chega e vê seu pai acordado.
Megan- Passei aqui pra ver se está melhor. (T) Daqui a pouco vou pra aula.
Antônio- Eu estou bem, graças a Deus.
Megan- Que bom.
Antônio- Pode ir se quiser, não quero te atrasar, filha.
Megan- Não, eu até queria conversar com você.
Fade-in: Decolagem (Instrumental)- Victor Pozas.
Antônio- Conversar sobre o quê?
Megan- Ontem quando a Madá pediu para eu trazer os documentos pro senhor, quando fui procurar na gaveta, eu encontrei um envelope garrado deixo dela.
Antônio (assustado)- E você abriu?
Close em Megan e seu pai, se olhando, ele tenso e ela séria.
CENA 12: RUA/ MANHÃ/
Ícaro e Manu chegam à escola. Dois homens o observam de longe, enquanto Manu entra, seu irmão fica na porta conversando com um colega.
Homem 1- É agora...
Homem 2- Então vamos.
Os homens estão andando rápido, em direção a Ícaro, que está inocentemente conversando com seu amigo.
A câmera dá um close nos rostos mal encarados dos bandidos e congela.

Rajax
Linguagem imprópria
Conteúdo de total responsabilidade do autor                      
×
Rajax
Linguagem imprópria
Conteúdo de total responsabilidade do autor                              
×

Nenhum comentário:

Postar um comentário

close

menu cel