Anti-Herói: a série que vale muito acompanhar pela WebTV | Crítica


Avatar

Tudo sobre WebTV


Programa originalmente exibido no Boletim Virtual da WebTV (2018).
A narrativa já começou a chamar atenção logo pelas capas de divulgação que antecediam a estreia da série, e pelo fato de se tratar de um spin-off houve o questionamento por parte de alguns (inclusive eu) se teria que ter acompanhado Raíza, da qual se derivou a série, para entender o novo enredo, dessa vez como protagonista central, Dcr (Danilo Rodrigues), que em Anti-Herói recebeu um novo apelido, Nilo. 

Me sinto um pouco à vontade para falar sobre, até porque eu analiso a série desde os primórdios lá no Analisando a Concorrência (Web Mundi). Porém já falei bastante coisa sobre ela, então vou fazer uma análise ampla, sem entrar nos detalhes, capítulo por capítulo.

A série conta a história de Nilo, um jornalista com fama de herói, que em uma noite atípica tira a vida de Vince Lemos, irmão de Vinnie, em legítima defesa. Só que ele fica com receio de se entregar pelo fato de ter matado um inocente, mesmo a vítima estando sob efeito da droga DP. Já Murilo, que estava junto com Nilo e filmou parte do acontecimento, está sob o dilema de entregar o herói a polícia, ser promovido no trabalho e ser preso por também ter sido cúmplice (olha que doidera kk) ou deixar como estar e ter sua liberdade garantida. 

Sobre os vilões, existe um monte. Mais até do que os bonzinhos. Sério mesmo, na série, tirando a Lila que é um doce de pessoa, Paulinha, Roger e Moreira também, parece que todo mundo é meio malvadinho.

Os vilões que chamam mais atenção, em grau de vilania são: Vinnie, Moni e Rafael (onde o primeiro é um antagonista mais completo e controlado, a segunda é louca e o terceiro é bem ciumento em seu relacionamento com o chefão do tráfico).

Vinnie é daquele tipo de pessoa que te abraça e por trás te crava uma adaga. Ela sabe jogar muito bem com as pessoas. Outro personagem que também chama atenção pelo seu jeito cruel é Jack, o diretor do filme sobre a história de Nilo. Ele não se importa com os atores, isso fica evidente quando o ator principal (Víthor) morre durante as gravações e ele não faz a mínima, só se preocupa com outras questões fúteis para o momento.

A piadista da série fica por conta de Moni Vasco, que conseguiu tirar de mim algumas risadas. O bonde dela, composto principalmente por Butuca e Branco, também nos garantem bons momentos de descontração. Thales e Amora me enojam, creio que vocês também não devam gostar.

O desenrolar da história é no ritmo certo, com episódios dando mais destaques a alguns personagens do que outros. O texto, impecável. Não digo isso por conta da simpatia da autora para com as pessoas, mas quem lê sabe o quanto o roteiro é caprichado, não percebi nenhum erro gramatical, digitação ou concordância. Também nem sou a pessoa certa para falar disso visto os meus constantes, quase vício, erros de digitação.

Mas Kax, a série é tão perfeita assim? Bom... sim e não. Depende da perspectiva de cada indivíduo. Como mencionei na resenha passada eu não julgo e procuro não criticar (às vezes) o enredo, seja cômico, dramático, o que for. Ou seja, se a Cuca do Sítio do Pica Pau Amarelo sair estuprando os personagens da novela, como aconteceu lá no Web Novela Channel, vou aceitar numa boa (kkkkkk). 

Afinal, o autor é livre para se deleitar nos mais profundos desejos de seu subconsciente. Nada contra. Se você gosta de série de ação ou de um texto mais complexo, que estimule sua capacidade mental, Anti-Herói é um prato cheio. Mas se é chegado a uma comédia romântica ou um conto de fadas e de princesas da Disney, pode ser que a série se torne meio incompreensível para quem lê.

Todos os episódios já exibidos até aqui conseguiram tirar o fôlego do público com ação e romance na dose certa. E mais uma vez reforço para os desavisados: NÃO, não precisam ter lido Raíza para entender o que se passa nas aventuras de Nilo, Moni e Vinnie.

Em uma escala de 0 a 10, minha nota é 10. Sem dúvidas. E por enquanto é só pessoal. Até o próximo Visão Crítica aqui no Boletim Virtual da WebTV!



Nota 10



Nenhum comentário:

Postar um comentário

close

menu cel