Ilusão - Capítulo 08.


ILUSÃO
CAPÍTULO 08:
ANTERIORMENTE:  Iza e Bruno noivaram;
Mauro e Martha enganam Iza, e conseguem as digitais dela;
Thiago e Jean fazem o trabalho, a mãe de Jean pergunta se eles são namorados.
CENA 01 / CASA DE JEAN / INT / SALA / DIA.
O rosto de Thiago cora, todos na sala percebem.
JEAN - Não mãe - risos - assim você vai deixar ele sem jeito - risos - somos apenas amigos.
MARISA (Mãe de Jean) - Me desculpa, querido, não fiz por mal. É que vocês são lindos juntos. Bom, já falei demais, vou subir e tomar uma ducha, tô morta. Se precisarem de alguma coisa é só pedir.
Ela sai e os deixam a sós. Jean chega mais perto de Thiago e dá um empurrão de leve.
JEAN - Você ficou vermelhinho, precisava de ver. Parecia um pimentão.
Thiago se sente constrangido com a situação, mas resolve levar na esportiva, pois é a única maneira de se sair bem.
THIAGO - Ah, sou muito trouxa, eu te disse.
Jean coloca às mãos no ombro de Thiago, a distância entre eles é nula. Essa proximidade deixa Thiago nervoso e ofegante, o tempo passa devagar e a tensão só aumenta. Até que Jean diz:
JEAN - Eu acho fofo?
THIAGO - Meio desnorteado - Hã? O... o que?
JEAN - Você ficar vermelhinho, igual tá agora.
THIAGO - Se levantando - É, obrigado por tudo, mas já deu minha hora.
Ele abre a porta e sai.
Jean fica sem entender.
JEAN (Pensamento) - Parecia que ele também queria, mas devo estar errado.
CENA 02 / RESTAURANTE / LEBON / INT / DIA.
Martha chega ao luxuosíssimo restaurante.
MARTHA - Eu fiz uma reserva.
RECEPCIONISTA - Ah sim, é claro. O seu convidado já está lhe esperando. Vou lhe acompanhar até a mesa.
A recepcionista leva Martha até uma mesa com vista para o mar.
COMANDANTE - Se levantando para cumprimentar - Dona Marta Ferraz.
MARTHA -  Um ponto pela pontualidade - risos - Como se chama, comandante?
COMANDANTE - O meu nome eu prefiro deixar no sigilo, me chame apenas de comandante, eu prefiro.
MARTHA - É claro. Mas me diga uma coisa, você costuma fazer esses servicinhos, assim, por fora?
COMANDANTE - A vida toda, alguns colegas de corporação e eu prestamos serviços até mesmo para os figurões de Brasília.
MARTHA - Conclui - Então o que dizem é mesmo verdade... - risos.
COMANDANTE - É, esses pais é como uma selva, sobrevive quem for mais forte.
MARTHA - Vejo que fala a minha língua, capitão. Mas enfim, não viemos aqui para discutir a corrupção no Brasil, afinal, se não fosse por ela minha família não teria tudo o que tem... - mudando de assunto - O meu mordomo já lhe adiantou o serviço?
COMANDANTE - Já sim.
MARTHA - Qual o valor?
COMANDANTE - Cem mil, em dólares.
MARTHA - Feito. Receberá assim que o serviço for feito.
COMANDANTE - É claro, seu mordomo já deu todas as informações de que preciso, o plano e a arma do crime. Então não há de que se procurar, o serviço é de qualidade garantida.
MARTHA - Certo - se levanta - já que está tudo encaminhado, não tenho mas nada a fazer aqui. Boa tarde.


CENA 03 / APARTAMENTO DE MAURO / INT / DIA.
MAURO (Pensamento) - Logo hoje ela me dá folga, eu poderia tá lá, coletando informações...
Ele entra.
GUTO (Namorado de Mauro)-Em casa a essa hora? Que milagre é esse?
MAURO - É, ela me dispensou por hoje.
GUTO - Finalmente, cê sabe que eu não gosto quando fico muito tempo sem te ver.
MAURO - Eu também não, mas é o meu trabalho.
GUTO - Você se dedica demais àquela família, tem que tirar um tempinho pra nós. Poxa, eu tô na seca.
MAURO - Não seja por isso, vamos resolver - sobe no colo dele.
GUTO - Mais tarde, não tô no clima.
MAURO - Ta... Mas depois não reclama. Posso usar o laptop?
GUTO - Tá, usa. Aliás, pra que usar essa conta separada da minha?
MAURO - Eu tenho meus segredos - risos.
GUTO - Somos um casal, você sabe o que dizem... Um casal não deve ter segredo.
MAURO - Bobagem, eu hein... Cada um tem suas coisas - coloca a mão na perna dele - eu não te traio, não se preocupe.
CENA 04 / APARTAMENTO DA FAMÍLIA FERRAZ / INT / QUARTO DE ESTELLA / DIA.
Estella e Margot finalizam a sessão.
MARGOT - Por hoje é só.
ESTELLA - Sabe, eu estive pensando...
MARGOT - Sobre?
ESTELLA - Sobre tudo. As coisas que você me diz, realmente fazem algum sentido.
MARGOT - É, eu sei.
ESTELLA - Tá, não se acha - risos - mas é reconfortante ver que a culpa não é minha, e sim da minha mãe.
MARGOT - Olha, primeiro que eu nunca disse que a culpa era de sua mãe. O que eu disse é que a relação ruim entre vocês é que fez com que tudo isso acontecesse.
ESTELLA - Ah, cortou o meu barato.
MARGOT - Sobre a bebida.
ESTELLA - O que tem? Eu tô tentando evitar, mas é difícil.
MARGOT - Você deveria ir em uma reunião dos alcoólicos anônimos.
ESTELLA - Ah, para. O que eu vou fazer lá?
MARGOT - Ouvir, trocar experiências. Enfim, há muito o que aprender.
ESTELLA - É que eu não sei se tenho coragem.
MARGOT - Eu vou com você.
ESTELLA - Jura?
Ela confirma.
ESTELLA - Então já é.
Anoitece.
CENA 05 / APARTAMENTO DA FAMÍLIA FERRAZ / INT / QUARTO DE MARTHA / NOITE.
Martha liga para Jorge.
JORGE - Apareceu.
MARTHA - Calma, não vem na defensiva. Eu tenho um convite.
JORGE - Do que?
MARTHA - De um fim de semana, comigo, em Angra. Sabe? Pensei em nos divertimos, longe de tudo, só eu e você. O que acha?
JORGE - Já tava mesmo com saudades, safada.
MARTHA - Então, sábado?
JORGE - Tá, vou tá te esperando - risos.
Desliga.
MARTHA - Idiota!
CENA 06 / APARTAMENTO DA FAMÍLIA FERRAZ / INT / QUARTO DE THIAGO / NOITE.
Thiago manda mensagem de áudio para Manu.
MANU - Eu não acredito, ela pensou que vocês tava, tipo, ficando.
THIAGO - Calma garota, sem escândalo.
MANU - Migo, cê tem noção? Tipo, até sua futura sogra shippa muito vocês dois.
THIAGO - Não exagera também, né, Manuela.
MANU - Exagero nada.
THIAGO - O pior é que rolou um clima, ele ia me beijar.
MANU - Ia? Ia porque?
THIAGO - Porque sai rápido, na hora, dei o fora de lá.
MANU - Você é burro?
THIAGO - Eu fiquei com vergonha, né. Eu queria ver se fosse você no meu lugar.
MANU - Ah meu filho, se fosse eu eu já teria feito o serviço completo.
THIAGO - Credo, que horror.
MANU - Credo nada, pelo menos eu não sou uma mosca morta como você. Eu hein…
CENA 07 / CASA DE IZA E AGENOR / INT / NOITE.
Iza e sua família chegam em Angra.
BRUNO - Meu amor, vou ter que deixar vocês aqui e voltar pro Rio.
IZA - Que pena, eu pensei em pegarmos uma praia juntos, pena que não vai rolar.
BRUNO -  Eu vou mas logo volto, prometo.
IZA - Tá, fica com Deus, tá?
Eles se beijam e se despede.
Do lado de dentro.
AGENOR - Filha, agora que a gente voltou eu já posso te dizer… Tem algum tempo que venho tentando te contar isso.
IZA - Aconteceu alguma coisa?
AGENOR - É sobre sua mãe.
CONTINUA...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

close

menu cel