4. Perdão Minha Filha | A Tormenta



CENA 1. INTERNA – APARTAMENTO DE EDUARDO E NATÁLIA

– SALA – NOITE.

NA CONTINUAÇÃO...

Natalia Apavora-Se. Eduardo Desesperado Pega Julia Pela Braço Com Força. Viriato Aparece E Vai Separar A Briga. Eduardo Dá-Lhe Um Soco Que Ele Cai sobre o sofá.

Viriato: Calma Aí, Cara! Pra Quê Essa Violência Toda?

Eduardo Empurra A Cadeira De Julia Que Ela Vai Cair ao chão.

Eduardo: (Desesperado) Eu Vou Acabar Com Você!

Natália: Seu Covarde!

Viriato E Natália Levantam Júlia E Coloca Ela De Volta Na Cadeira De Rodas. Eduardo Transtornado.

Júlia: Por Mais Que Você Faça O Que Quiser Comigo, Eduardo, Eu Não Tenho Raiva De Voce. Isso Não Vai Fazer Você Deixar De ser O Pai Da Minha Filha.

Natália: Você Conhecia Madame Rosalinda?

Eduardo Se Aproxima De Natália. Júlia é pega de surpresa.

Júlia: Como você sabe dessa história?

Natália: Eu não sei de nada. Estou apenas perguntando. Conhecia?

Eduardo: Agora Você Vai Ficar Sabendo Quem É Essa Sua Irmã, Que Você Tan-to A Protege.

Júlia: Aproveita, Eduardo. Conta Logo Tudo De Uma Vez.

Natália: Eu Não Quero Saber.

Eduardo: Mas Vai Ouvir. Depois Você Tira Suas Próprias Conclusões.

Viriato: Madame Rosalinda Era Uma Cafetina que morava na Urca.

Eduardo: Exatamente. E Essa Sua Irmã Trabalhou Pra Ela Durante Anos. Antes De Vir Morar Conosco.

Natalia: Trabalhava De Quê? Como?

Eduardo: Madame Tinha Um Prostíbulo, Na Urca. Era Casada Com Dom Cami-lo, Um Homem Rico, Que Queria Tirá-La Dessa Vida. Dom Camilo Queria Lim-par O Nome Da Amada. Mas, Uma De Suas Meninas Se Encantou Pelo Velho Senhor. E Adivinha Quem Foi Essa “Menina”?

Natália: Julia?!

Eduardo: Exatamente. Ela Seduziu O Noivo Da Madame E Logo Depois O Ma-tou Envenenado.

Júlia: É Mentira!

Viriato se revela.

Viriato: É Verdade. Eu Trabalhei Pra Dom Camilo. Era Um Excelente Patrão. Um Homem Bom. Quando Descobri Que Júlia Estava De Caso Com Ele, Contei Tudo Pra Madame.

Júlia: (surpresa) O Quê? Então Foi Você que me dedurou pra madame? Desgra-çado.

Natália: Isso É Verdade, Júlia? Você Realmente Matou Esse Homem?

Júlia Baixa A Cabeça, Sem Jeito. Natália Entende Seu Gesto.

Natália: Ah Meu Deus! Eu Não Posso Acreditar. Minha Irmã, Uma Assassina?

Júlia: (Se Entrega) Eu Não Queria. Foi Um Acidente.

Eduardo: Está Vendo? Por Favor, Natália, Acredita Em Mim. Eu Não Sou O Pai Da Clara.

Júlia: Você É O Pai Da Clara, Eduardo.

Clara Entra No Exato Momento, E Ouve.

Clara: O Quê? O Tio Eduardo É Meu Pai, Mãe?

Natalia: Fala A Verdade, Júlia.

Júlia: (P/Clara) Ele É Seu Pai, Minha Filha. O Eduardo  É Seu Pai.

Clara Senta No Sofá, Em Choque. Em Silêncio.

Natália: Eu Não Vou Suportar Isso, Meu Deus.

Natália Vai Saindo, Eduardo Vai Atrás.

Eduardo: Não Acredite Nesta Piranha, Safada.

Natália: Chega, Eduardo. Eu Estou Exausta Com Essa História. (Sai.)

Eduardo: (Voltando Pra Júlia) Por Que Você Mentiu? Por Que Não Contou Toda A Verdade? Vou Te Dizer Uma Coisa: Se O Meu Casamento Com A Sua Irmã Acabar Por Causa Dessa História Ridícula, Eu Mato Você.

Júlia: Não Foi Você Que Disse Que Queria Me Ver Na Sarjeta? Eu Acho Ir Se Preparando, A Sarjeta Lhe Espera. (Ri, Irônica)

Eduardo Faz Menção De Bater, Mas Detém.

Julia: Bate! Tapinha De Amor Não Dói, Querido.

Eduardo: Maldita Dos Infernos! (Sai.)

Julia Caminha até Clara, Que Continua Quietinha Sentada No Sofá. Ela está vi-sivelmente desnorteada.

Julia: Filha... Você Queria Conhecer Teu Pai? Sei Que Você Conheceu De Uma Forma Tosca, Mas...

Clara: Quem Falta Mais Ser Meu Pai, Mãe? Uma Hora Você Diz Que Ele Mor-reu, Outra Fala Que Era Mulherengo Safado, Depois Diz Que Era Gay. E Agora Apresenta O Tio Eduardo. Quem Falta Mais A Se Apresentar? O Açougueiro, O Padeiro, O Leiteiro, O Gari, O Pipoqueiro, Um Ator Ou Um Jogador De Futebol? Quantos Faltam?

Julia: Clara, Entenda...

Clara: Entender O Quê? Mais Do Que Já Entendi? A Senhora Não Podia Ter Fei-to Isso Comigo, Mãe.

Julia Desanimada. Viriato Olhando-A. Ela Percebe.

Julia: E Você, O Que Ainda Faz Aqui? Seu Traidor. Por Que Não Ficou Do Meu Lado?

Viriato: Não Há Mais Degrau A Descer, Julia. Você Chegou Ao Fundo Do Poço. Ou Melhor, Você É O Poço. Frio, Sujo E Solitário.

Viriato sai.

Clara (decidida, se levanta) Eu vou embora desta casa.

Julia: O Que É Isso, Clara?

Clara: Eu Vou Embora Desta Casa.

Julia: Embora Pra Onde? Deixe De Drama, Clara. Pra Onde Você Vai?

Clara: Isso Te Interessa?

Julia: Claro. Sou Sua Mãe.

Entra Eduardo.

Eduardo: Pra Onde Você Vai Minha Filha?

Clara: Eu Não Sou Sua Filha.

Eduardo: Eu Sei Que Não Sou Seu Pai.

Clara: Porque Essa Mentirada Toda? Explica, Mãe.

Julia Cabisbaixa.

Julia: Por Que Não Aguento Ver Você Todo Dia Me Perguntando Pelo Pai. Eu Estou Cansada, Farta.

Clara: E Pensando Que Mentindo Iria Mudar As Coisas?

Julia: Não Era Minha Intenção Criar Problemas, Clara.

Clara: Pois O Problema Só Piorou. Eu Não Vou Acreditar Em Você Nunca Mais.

Julia: Tem Certas Coisas Que Você Não Compreende, Clara. Você É Uma Cri-ança.

Clara: Eu Detesto Você. Detesto.

Julia: (Chorosa) Me Perdoa, Minha Filha. Não Fiz Por Mal.

Clara: (Se Aproxima Da Mãe) Então, Me Conta! Quem É Meu Pai?

Julia: Clara... Eu Não Sei. Eu Juro.

Clara: Como Não Sabe, Mãe? A Senhora Precisou De Um Homem Pra Que eu Pudesse Nascer. Tá Vendo Como Eu Não Posso Acreditar Em Você? Por Que Só Vive De Me Alimentar De Falsas Esperanças.

Julia: (Comovida) Eu Te Amo, Minha Filha.

Clara: Ama Não. Você Não Sabe Nem O Que Quer Dizer A Palavra Amor. Se Me Amasse, Acabaria De Vez Com Esse Meu Sofrimento.

Julia: Você Tem Todo O Direito De Estar Com Raiva De Mim. Mas Eu Te Peço Perdão, Minha Filha. (Clara Sai Para O Lado, Ignorando). Um Dia Quando Você For Mãe Vai Entender.

Clara: Quando Eu For Mãe Um Dia, Vou Dar Ao Meu Filho: Amor, Carinho, Afeto E Compreensão. Coisas Que Você Nunca Me Deu.

Julia: De Um Jeito Tosco Eu Tentei Dar O Melhor Pra Você.

Clara: Dessa Maneira: Mentindo? Me Enganando? Desculpa, Mas Eu Não Acre-dito No Seu Arrependimento.

Julia: Me Der Ao Menos O Seu Perdão?

Clara Olha Pra Ela Com Desdém.

Clara: Eu Não Tenho Mais Nada Que Fazer Aqui.

Julia: Pra Onde Você Vai?

Clara: Procurar Meu Pai. (Sai.)

Natália Aparece.

Natalia: Pra Onde A Clara Foi?

Julia: Embora.

Natalia: E Você Fala Assim, Como Se Fosse Uma Coisa Mais Natural Do Mun-do? Ficou Louca?

Julia: Ela Não Passará Da Esquina. Depois Volta Com O Rabinho Entre As Per-nas.

Natalia: A Maior Prejudicada dessa história toda É Ela.

Natalia Sai. Viriato Aparece.

Julia: Essa Casa Tá Parecendo Uma Repartição Pública. É Um Entra E Sai. O Que Você Quer?

Viriato: Cadê A Clara?

Julia: Por Que Você Quer Saber Da Minha Filha? Ela Foi Embora.

Viriato: Embora? Como Assim?

Julia: Não Enche, Tá? Eu Estou Pelas Tantas Com Você.

Viriato: Esse Seu Planinho Mixuruca Não Deu Em Nada.

Julia: Quer Levar Uma Bala No Meio Dessas Tuas Fuças, Imbecil?

Viriato: Por Que Esse Mistério Todo Sobre A Identidade Do Pai Da Clara? O Que Voce Esconde? Ou Melhor, Do Que Você Tem Medo?

Julia: Se Eu Fosse Você, Não Abriria Mais Essa Boca Imunda. Eu Posso Acabar Com Você Nesse Instante.

Viriato: Esqueceu Que Eu Sei De Tudo? Todos Os Seus Planos Pra Fisgar O Eduardo?

Julia: Foi Você Que Planejou Toda Essa Palhaçada. Caí Na Sua Esparrela. Olha Só Onde Paramos.

Viriato: Mas A Culpa É Toda Sua. O Médico Quis Tirar. Você Não Quis.

Julia: Foi Você Que Achou Melhor Contar Para O Eduardo Que A Clara Era Fi-lha Dele. Ou Não Foi Assim?

Viriato: Agora Sou O Culpado? Mas Bem Que Você Aceitou.

Julia: Confesso Que Foi Um Plano Bem Audacioso.

Viriato: Admito Que Fui Um Gênio.

Julia: Convencido. Mas Não Esqueça Que Foi Tudo Por Água Abaixo.

Viriato: Infelizmente Não Podemos Ter Tudo Na Vida.

Viriato Sai.

Julia: (Enigmática) Ninguém Pode Descobrir Quem É O Pai Da Clara. Ninguém.

Nesse Clima De Mistério Corta Para...

FIM DO CAPÍTULO 4




A Vontade do Mal

Temporada 1 | Episódio 4

 

Criado e Escrito por:

Nathan Freitas

 

Elenco:

Eduardo (Alexandre Nero)

Natália (Giovanna Antonelli)

Júlia (Vitória Estrada)

Viriato (Rafael Cardoso)

Clara (Sophia Valverde)

 

Rajax © 2021



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

close

menu cel