5. Surpresa Final | A Tormenta


CENA 1. INTERNA – APARTAMENTO DE EDUARDO E NATÁLIA

– SALA – NOITE.

NA CONTINUIDADE...

Viriato: Esqueceu Que Eu Sei De Tudo? Todos Os Seus Planos Pra Fisgar O Eduardo?

Julia: Foi Você Quem Planejou Toda Essa Palhaçada. Caí Na Sua Esparrela. Olha Só Onde Paramos.

Viriato: Mas A Culpa É Toda Sua. O Médico Quis Tirar. Você Não Quis.

Julia: Foi Você Quem Achou Melhor Contar Para O Eduardo Que A Clara Era Filha Dele. Ou Não Foi Assim?

Viriato: Agora Sou O Culpado? Mas Bem Que Você Aceitou.

Julia: Confesso Que Foi Um Plano Bem Audacioso.

Viriato: Admito Que Fui Um Gênio.

Julia: Convencido. Mas Não Esqueça Que Foi Tudo Por Água Abaixo.

Viriato: Infelizmente Não Podemos Ter Tudo Na Vida.

Viriato Sai.

Julia: (Enigmática) Ninguém Pode Descobrir Quem É O Pai Da Clara. Ninguém.

 

CENA 2. EXTERNA – TAKES DO RIO DE JANEIRO – DIA.

Inserir Legenda: 2005

CENA 3. INTERNA – CONSULTÓRIO MÉDICO – MANHÃ.

Júlia Nos Seus 20 Anos, Deitada Numa Cama. Ela está com a perna enfaixada. A blusa amarrotada, suja de sangue, o rosto um pouco arranhada. Acabou de sofrer um acidente de carro. O médico entra com os exames.

Júlia: Então, Doutor? Eu sofri algum ferimento interno? Apesar de já saber que não vou mais andar, quero saber se estou direitinha por dentro.

Médico: Teve Muita Sorte. Não Sofreu Nenhuma Lesão. (Revela) Enquanto O Bebê...

Júlia: (Surpresa) Que Bebê, Doutor?

Médico: O bebe que você está esperando! Voce está grávida.

Júlia: (surpresa) Grá-Grávida?

Médico: E O Pai?

Viriato mais jovem, aparece. Está Com O Ar Preocupado.

Viriato: Júlia, Como Você Tá?

Médico: Você É O Pai?

Viriato: (surpreso) Pai? De Quem?

Júlia: Eu Estou Grávida.

Viriato: Como É Que É? Grávida? Como Assim?

Júlia: Quer Dizer Que Já Esqueceu Como Se Faz Uma Criança Agora, É? Viriato, Eu Não Planejei Essa Criança. Eu Não Posso Ter Essa Criança. Pelo Menos Por Enquanto.

O Médico Se Interessa.

Médico: Bom, Eu Conheço Métodos Infalíveis, Caso Você Queira Tirar Esse Bebê.

Júlia: Qual?

Médico: Tirar. De Um Jeito Que Todos Já Conhecem.

Viriato: Tirar A Criança? Não É Arriscado, Doutor?

Médico: Arriscado, É. Uma Dorzinha A Mais Ou A Menos, Não Vai Fazer A Menor Diferença.

Viriato: Não, Não E Não. Você Não Vai Tirar Essa Criança, Júlia. Eu Não Vou Deixar.

Júlia: E Quem Vai Impedir? Você?

Médico: Bem, Vocês Decidem Aí.

O Médico Sai.

Júlia: Tá Maluco? Eu Não Posso Ser Mãe Nova Desse Jeito. Quero Curtir mais a minha juventude. Agora Que Vou Passar A Vida Sobre Essa Cadeira De Rodas. Eu Não Quero Ter Essa Criança.

Viriato: Se Você Tirar Essa Criança, Fará A Maior Burrada Da Tua Vida.

Júlia: Por Quê?

Viriato: Presta Atenção: Com Esta Criança Você Vai Poder Ter A Vida Que Pediu A Deus. Vai Ter Casa, Comida E Roupa Lavada, E Sem Contar Na Vida De Rainha Que Esta Criança Vai Ter.

Júlia: Sintetiza, Por Favor.

Viriato: Você Agora, Depois Da Morte De Seus Pais, Você Vai Morar Com A Tua Irmã?

Júlia: É O Que Parece.

Viriato: Eu Tenho Uma Ideia De Gênio.

Júlia: Lá Vem Você Com Suas Ideiazinhas.

Viriato: Escuta! Você Simplesmente Vai Dizer Ao Eduardo Que Esse Filho Que Você Espera, É Dele.

Júlia: O Quê? Ficou Maluco? Natalia Casou Não Faz Nem 15 Dias. E De repente Vou Lá E Acabo Com A Felicidade Do Casal? Nem Pensar!

Viriato: Tá Dando Uma De Samaritana Agora?

Júlia: E Quando A Criança Nascer? Vai Querer Saber Quem É O Pai.

Viriato: Diz Que É De Um Carinha Aí, Que Você Conheceu... E Aconteceu. E Quando Soube Que Você Estava Grávida, Deu No Pé. É O Que Geralmente Acontece. Com O Tempo Essa História Vai Sair Batido E Ninguém Vai Mais Lembrar.

Júlia: (Pensativa) Não Sei. Tô Achando Essa História Muito Complicada.

Viriato: Vai Dar Pra Trás Agora? Não Vive Dizendo Que A Irmã Teve Uma Sorte? Então, É A Sua Vez Experimentar Essa Sorte.

Júlia: Mas Como Vou Dizer Isso A Ele? Eu Nunca Tive Nada Com O Eduardo.

Viriato: Inventa Qualquer Coisa. Você É Boa Numa Invenção.

Júlia Pensativa. Lembra.

Júlia: Houve Um Dia Em Que A Natália Viajou Pra Angra. Eu Fiquei Na Casa Dela. Quando Ele Chegou, De Noite Do Trabalho, Eu Já Estava Dormindo. Só Lá Pelas Tantas, Eu Fui Perceber. (Rindo) Ele estava bêbado, tinha tomado um porre. Capotou Na Cama.

Viriato: (Ri, Sarcástico) Exatamente Isso Que Você Vai Dizer. Ele Vai Se Convencer Que O Filho É Dele. Com Certeza Não Vai Lembrar De Nada. Você Chora, Esperneia, Enfim... Faz O Teu Show.

Júlia: (Já Gostando Do Assunto) É. Você Tá Me Convencendo. (T) Mas Por Que Tá Tão Interessado Em Mim Ajudar?

Viriato: Lembra Da Simone, Aquele Minha Paquera? Pois É. Tá Grávida. Ela tá aí no outro quarto esperando o momento pra fazer uns exames de rotina.

Júlia: E Daí?

Viriato: Daí... Você Sabe Como É. A Crise Tá Braba. E Eu Vou Sair Lucrando Com Isso Também. Entendeu?

Júlia: Entendi Seu Interesse. Não Dá Ponto Sem Nó, Não É?

Viriato: E Dom Camilo Morreu, Eu Fiquei Sem Trabalho.

Júlia: Sei. E Qual É Fatia Que Você Vai Querer Desse Bolo?

Viriato: 40%.

Júlia: 35%. E Nada Mais.

Viriato: Poxa! Só Isso? Pensei Que Pudesse Ser Mais Generosa Comigo.

Júlia: 35% E Não Se Fala Mais. Lembre-Se Que É Minha Cabeça Que Estará À Prêmio.

Viriato: Tudo Bem. Combinado.

Entra O Médico.

Médico: Então, O Que Decidiram?

Júlia: Eu Vou Ter Essa Criança, Doutor.

Médico: Eu Faço Um Preço Camarada.

Viriato: Não, Doutor. Essa Criança Terá Mais Serventia Vivo Do Que Morto.

Viriato E Júlia Olham-Se Cúmplices.

CENA 4. INTERNA – APARTAMENTO DE EDUARDO E JÚLIA – MANHÃ.

Câmera Abre Em Júlia, Chorosa, Relatando A Cena Anterior A Eduardo. Ele Está Visivelmente Transtornado.

Júlia: E Foi Assim Que Planejamos Tudo. O Viriato Estava Precisando De Dinheiro. Eu Não Queria Viver De Favor...  Resolvi Entrar Na Onda Dele. (Firme) Mas Eu Te Amei Muito, Eduardo. De Verdade.

Eduardo: Você Nunca Amou Ninguém. Nem Sua Filha Você Ama.

Natália Aparece E Nota O Clima Entre Os Dois.

Natália: O Que Está Havendo Aqui?

Eduardo: Onde Você Estava?

Natália: Fui Procurar Clara. (P/Júlia) Você Devia Ir Atrás De Sua Filha.

Júlia; De Que Jeito?

Viriato Aparece Agora. Eduardo Ao Vê-Lo Mete Um Soco. Viriato Não Entende.

Eduardo: Desgraçado. Vai embora daqui!

Viriato: O Que Foi Que Eu Fiz Dessa Vez?

Eduardo: Cínico! Esqueceu O Que Planejou Com Essa Vagabunda Há 15 Anos Atrás?

Viriato Olha Pra Júlia.

Viriato: Você Contou Pra Ele?

Natália: (Sem Entender) Eu Posso Saber Que Confusão É Essa?

Eduardo Impaciente. Julia Em Silêncio.

Natália: Não Vão Contar? Mais Um Segredinho De Vocês?

Viriato: (Se Antecipa) Eu Vou Contar!

Julia: (Com Censura) Cala Essa Boca!

Viriato: Eu Não Vou Me Calar! (P/Natália) Se Esta História Chegou Até Aqui... A Culpa É Minha.

Natália: O Que Você Tem Haver Com Isso?

Viriato: 35%.

Natália: O Quê?

Julia Na Sua Cadeira Vai Até Viriato, E Faz Um Gesto De Reprovação Com Ele. Mas Viriato Está Decidido.

Viriato: Você Armou Esse Circo Todo... Eu Não Tenho Mais Nada A Perder.

Eduardo: Desembucha De Uma Vez Cara. Seja Homem!

Viriato: (Pausa) Pois Bem... Lembra Da Simone? Aquela Namorada Ruiva Que Eu Conheci em Duque de Caxias?

Natália: O Quê Que Tem?

Viriato: Ela Estava Grávida No Mesmo Período que a Júlia. Eu Tinha Ficado Desempregado, Nessa Época, Não Tinha Como Arrumar Um Emprego, Já Havia Tentado De Várias Formas. Aí, Eu Não Tinha Como Sustentar Uma Criança Vivendo Naquelas Condições.

Natália: Resuma A História, Por Favor?

Viriato: A Julia Queria Tirar A Criança. Foi Aí Que Eu Tive Uma Idéia. O Plano Foi pra Ela Dizer Ao Eduardo Que O Filho Que Esperava Era Dele.

Eduardo Avança Sobre Viriato...

Eduardo: Seu Desgraçado...

Natália Interfere.

Natália: Chega, Eduardo! Não Ver Que Está Complicando Mais Ainda?

Viriato: (Cont...) Ela Convenceria Eduardo De Que A Clara Era Filha Dele. O Plano Era Pra Que Nunca Fosse Descoberto... Diria A Você, Natália, Que O Pai Dela Teria Sido De Um Cara Qualquer Que Desapareceu Quando Soube Que Ela Estava Grávida. Enfim... Nisso, Eu Receberia 35% Da Pensão Que A Julia Iria Receber Por Invalidez. E Foi Assim Que Aconteceu.

Natália: (Chocada) Isso É Verdade, Júlia?

Julia Não Ver Outra Alternativa.

Julia: É Verdade. Mas Eu Não Tenho Culpa. Fui Um Mero Instrumento Nas Mãos Desse Canalha.

Eduardo: Como Não Tem Culpa, Sua Ordinária?

Natália: (Chorosa) Chega... A Culpada De Tudo Isso, Sou Eu. Eu Sou Culpada De Ter Me Casado Com Você. Eu Sou A Culpada De Tudo.

Eduardo: Você Está Arrependida De Ter Casado Comigo, Natália? Você Não Me Ama Mais?

Natália: Não Sei mais o que sinto por você, Eduardo.

Eduardo: (Sentido) Você Não Pode Tá Falando Sério.

Natália: Não Sei Se Devo Confiar Na Sua Palavra.

Eduardo: Mas O Que Eu Sinto É Verdadeiro, Puro.

Natália: Não Tem Perdão Pelo Que Você Fez, Eduardo.

Eduardo: Mas Eu Não Fiz Nada. Você Acabou De Ouvir O Que O Viriato Contou. Foi Tudo Armação Desses Dois Canalhas.

Natália: (P/Julia) Conte De Uma Vez Por Todas, Que É O Pai Da Clara?

A Câmera Faz Um Zoom Quando Natália E Eduardo Vira-Se Para Júlia, E São Surpreendidos. Júlia Está Em Pé, Sorridente. Câmera Nela, Num Super Close.

Júlia: Surpresos?!

Natália E Eduardo Boquiabertos Com A Revelação.

Natália: (incrédula) Júlia? Vo-Você Está... Em Pé?

Câmera Em Viriato Não Tão Surpreso. Júlia se aprumando em pé.

Natália: (Espantada) Júlia... Você Pode Me Explicar O Que Isso Significa?

Júlia: (fria) Eu Nunca Fui Inválida.

Eduardo: Você Nos Enganou Durante 15 Anos, E Age De Forma Tão Natural! Como É Que Você Consegue Ser Tão Cínica?

Júlia: A Necessidade, Querido. O Mesmo Médico Que Quis Fazer Meu Aborto, Me Chantageou.

Natália: Chantageou? Como Assim?

Júlia: Ele Disse Que Tinha Ouvido O Plano Que Viriato e Eu Havíamos Bolado. Em Troca Do Seu Silêncio Ele Queria Passar Uma Noite Comigo, Se É Que Me Entendem. (Pausa) Horas Antes Do Acidente Que Vitimou Nossos Pais, Natália, Viriato Me Telefonou. Ele precisava de dinheiro. Sua namorada descobriu está grávida. O dinheiro seria pra comprar alguma coisa pra ela. Eu falei que quando chegasse de viagem, eu o encontraria e lhe emprestaria algum.

Viriato: Eu Pedi Que A Júlia Acompanhasse Ela durante a gestação. Simone não era do Rio, e precisava ficar por aqui, durante a gravidez pra fazer o pré-natal, essas coisas.

Júlia: Eu me comprometi a ajuda-los. Eu, papai e mamãe fomos a Petrópolis, buscar tia Emília, pra passar o carnaval conosco.

Natália: Viagem Essa Que Vitimou Nossos Pais?

Júlia: Sim.(Pausa) Naquela Noite Chovia Muito. Mamãe Temia A Estrada. Papai Estava Otimista. Quando Chegamos Certa Altura Da Viagem, O Carro Derrapava Muito Devido A Pista Molhada. Então Papai, Foi Para O Acostamento... (Pausa, Chorosa) O Resto Você Já Sabe.

Natália: Meu Deus! Com Que Finalidade Você Está Me Contando Essa História Só Agora, Depois De Tanto Tempo?

Júlia: Eu Vou Já Chegar Na Parte importante Da História.(Pausa. Cont.) Todo mes eu ia ao hospital fazer fisioterapia. No oitavo mes de gestação, senti fortes dores durante uma sessão de fisioterapia, e lá mesmo fui encaminhada pra sala de cirurgia, já estava entrando em trabalho de parto. Eu sangrava muito. Depois de meia hora, eu recebi a notícia que a criança estava morta dentro de mim.

Natália: (Surpresa) O Quê?

Eduardo: Morta? Como Assim?

Viriato: Essa Nem Eu Sabia.

Júlia Anda De Um Lado A Outro, Enigmática.

Júlia: (revela) A Clara... ela não é minha filha!

Natália: (chocada) Que História É Essa, Júlia? Como Assim, A Clara Não É Sua Filha? Ela É Sua Sim!

Júlia: Como A Clara Pode Ser Minha Filha Se Ela Não Saiu De Mim?

Suspense De Todos.

Júlia: (Reveladora) Eu Roubei A Clara De Uma Mulher Que Tinha Acabado De Dar A Luz.

Natália: (Apavorada) Santo Deus!

Eduardo: Você Fez Isso, Júlia?

Júlia: (Natural) Fiz. E Com A Ajuda Do Tal Médico. (Cínica) E Logo Depois Eu O Matei. E Fiz Com Que Todos Pensassem Que Tinha Sido Suicídio.

Viriato: Foi Um Dia Terrível Para Mim E A Simone. Nosso Filho Havia também Nascido Morto. Mas Eu Nunca Entendi Direito Essa História. A Simone Fazia Corretamente Os Exames, E Sempre Dizia Que A Criança Estava Ótima, Perfeita. Pensei Até Em Processar O Hospital Por Negligência. Simone Era Do Contra, Achava Que Não Ia Resolver Nada. Enfim, com o passar do tempo Deixei Isso Pra Lá.

Eduardo: Você É Um Monstro, Júlia. Um Animal. Quer Dizer, Nem Animal Tem Tanta Perversidade Como Você. Eles Protegem A Cria.

Nesse Momento Clara Aparece, E Se Surpreende Ao Ver Júlia Em Pé.

Clara: Mãe? Você Tá De Pé? Como Pode?

Natália: (Indo Até Clara, Abraça) Clara, Você Voltou!

Clara Percebe O Clima Tenso Entre Eles.

Clara: Voltei. O Que Está acontecendo Aqui?

Eduardo: Sua Mãe Está Nos Contando As Aventuras Do Passado Dela.

Clara Faz Que Vai Sair, Júlia Detém.

Júlia: Fica Clara. Você Tem Direito De Ouvir O Resto. (Caminha Até Ela) Durante Esses Anos Todos Você Sempre Me Pressionou, A Fim De Saber Quem Era Seu Pai. E Eu, Não Quero Ir Embora Dessa Vida, Sem Antes Merecer Seu Perdão E Contar Quem É Ele De Fato.

Clara: Que História É Essa? Se For Mais Uma De Suas Brincadeiras, Desista!

Julia: Ouça O Que Eu Tenho Pra Te Dizer.

Júlia Vai Pro Meio Da Sala. Natália Mais Ao Lado, Eduardo Sentado Na Ponta Do Sofá, Clara Já Sentando,  E Viriato Do Outro Lado Por Trás De Eduardo.

Julia: Você Quer Saber Quem É Seu Pai?

Clara: Toda Vida.

Julia: Pois Bem.

Júlia Vira-Se Pra Todos. Enigmática.

Julia: (Apontando) Ele É Seu Pai.

A Câmera Faz Um Zoom Em Eduardo, Que Se Assusta, Olha Para O Lado E Focamos Viriato, Que Se Surpreende Com A Revelação.

Júlia: O Viriato É Seu Pai.

Viriato: Que Maluquice É Essa, Júlia?

Clara: (Surpresa) Meu Pai? Eu Sou Filha Do Viriato?

Natália: Esse Mistério Todo Pra Nos Dizer Que O Viriato É O Pai Da Clara?

Eduardo: E Quem Nos Garante Que Você Esteja Falando A Verdade? Passou A Vida Toda Nos Enganando. Como Podemos Confiar No Que Diz?

Viriato: Explica Isso Melhor. Eu Não Estou Gostando Nada Disso.

Julia: (Indo Até Clara Revelando) Clara... Eu Não... Eu Não Sou Sua Mãe.

Clara: (Já Com Lágrimas Nos Olhos) O Quê? Não É Minha Mãe?

Julia: Eu Roubei Você, De Outro Casal, Ainda Na Maternidade.

Natália Chocada, Leva As Mãos A Cabeça.

Clara: (Passada) Você... Me Roubou...? O Que Está Me Dizendo? Além Deu Não Ter Pai, Vai Me Dizer Que Não Tenho Mãe, É Isso? Que Brincadeira É Essa?

Natália: Quanto Absurdo, Meu Deus. Como Um Ser Humano É Capaz De Tanta maldade.

Viriato Vai Até Júlia, Desnorteado.

Viriato: Fala! Que Conversa É Essa? Você Só Pode Tá Maluca. Eu Nunca Tive Nada Com Você.

Júlia: Realmente! Você Nunca Teve Nada Comigo Mesmo.

Viriato: E Como Diz Que Eu Sou Pai Da Clara?

Julia: (revela) Por Que Ela É Sua Filha... Com A Simone.

Viriato: O Quê?

Julia: A Criança Que Havia Nascido Morta, Era O Meu Filho. Na Verdade, Eu Troquei O Seu Pelo Meu. Eu Paguei O Médico Pra Que Ele Fizesse A Troca.

Viriato, Natália, Eduardo Chocados, Horrorizados Com A Revelação De Júlia. Clara Está Fora De Si, Alheia A Tudo.

Viriato: (Chorando) Você Não Fez Isso! Não Pode Ser. Sua Desgraçada. (Avança Sobre Julia, Eduardo A Detém.) Desgraçada! Maldita. Infeliz.

Julia: Eu Não Sabia Que A Criança Era Da Simone. O Médico Pegou Aleatoriamente. Quando Fiquei Sabendo Desse Fato... Que Era A Sua Filha Com A Simone, Fiquei De Coração Partido.

Eduardo: E Por Que Você Não Entregou A Criança? Tinha Dado Tempo De Você Ter Si Livrado Do Crime. Inventaria Uma História Qualquer. Você É Boa Nisso.

Julia: Eu Já Tinha Me Afeiçoado A Menina. Eu Estava Apaixonada Por Você, Eduardo. Queria Provar Que A Clara Era Sua Filha.

Natália Está Arrasada.

Natália: O Que Você Fez Não Tem Perdão. Você Deve Pagar Pelo Seu Crime.

Julia Fica Sem Jeito.

Julia: Pagar? Você Quer Dizer, Que Eu Deva Ir Presa?

Eduardo: É O Mínimo Que Você Merece.

Clara: (Voltando A Si) Eu Não Acredito Em Nenhuma Palavra Do Que Diz.

Natália: Eu Tô Chocada! Como Um Ser Humano É Capaz De Um Absurdo Desses? E Pensar Que Acolhi Uma Criminosa Dentro Da Minha Casa. Bandida! Assassina.

Clara: Eu Tenho Nojo De Você. Nojo!

Julia: Afinal, O Que Você Quer Mesmo, Hein? Vivia De Encher Meu Saco, Querendo Saber Quem É O Pai. Agora Que Descobre, Age Desta Forma?

Clara: (P/Viriato) Não É Nada Pessoal Viriato. Mas Você Há De Convir Que É Uma História Muito Louca.

Viriato: A Simone Sofreu Muito Com A “Morte” Do Nosso Filho. Sonhávamos Tanto Com Esse Bebê. Tínhamos Plano, Como Todo Casal. Mas Eu Mereço. Foi Tudo Culpa Minha. Eu Planejei Esse Golpe Contra Você, Eduardo. E Olha Só No Que Deu?

Eduardo: A Vida É Cruel As Vezes.

Julia Caminha Por Ali, Vai Até A Cadeira De Rodas, E Sem Que Ninguém Perceba Abre Uma Bolsa Acoplada A Mesma. Natália Sai, Indo Para O Quarto. Eduardo Pega O Celular.

Eduardo: Eu Vou Ligar Pra Polícia.

Julia: (Apontando Uma Arma Pra Ele) Larga Esse Celular, Eduardo. Não Me Faça Apertar Esse Gatilho.

Eduardo Assustado. Viriato E Clara Amedrontados.

Eduardo: Calma! Não Vá Fazer Nenhuma Besteira.

Clara: Larga Isso, Mãe.

Julia: (Irônica) Mãe? Agora Sou Sua Mãe, Fedelha Nojenta?

Viriato: Larga Essa Arma, Julia. Não Vá Fazer Algo De Que Se Arrependa Depois.

Julia: Arrependida Estou De Não Ter Dado Fim A Todos Vocês Quando Tive Oportunidade.

Clara: Você Quer Matar Eles... Mata A Mim. Eu Sou A Culpada De Tudo De Ruim Que Aconteceu Aqui Desde Minha Chegada. A Confusão Se Estabeleceu Por Minha Culpa. Eles Não Tem Culpa Alguma.

Eduardo: (Assustado) Clara...

Clara: Deixa, Tio. Eu Sei Que Ela Não Tem Coragem. Se Tivesse A Muito Já O Teria Feito. (Se Aproximando De Julia. Fingindo ser carinhosa) Lembra De Quando A Senhora Me Levava Pra Passear No Bonde De Santa Teresa? Passávamos O Dia Inteiro Brincando Na Orla De Copacabana, Pulando Amarelinha. (Enquanto Fala, Julia Vai Se Emocionando) Esses Momentos Bons, Mãe, Eu Guardo Aqui Dentro De Mim. A Senhora Foi Uma Boa Mãe, Apesar De Tudo Que Houve. Larga Essa Arma, Mãe. O Tio Eduardo Não Vai Ligar Pra Polícia. Eu Juro.

Julia: (Chorando, Infantil) É? Vocês Não Vão Me Denunciar?

Clara Olha Pra Eduardo E Pisca O Olho.

Eduardo: Claro. A Gente Não Vai Denunciar Você.

Clara: Larga, Mãe.

Julia Obedece A Filha E Vai Soltando A Arma No Chão. Clara, Rápida Chuta A Arma Pro Lado.

Julia: O Que Você Fez?

Ela Ver Eduardo Pegar O Celular.

Julia: Você Me Enganou.

Viriato: Assim Como Você Nos Enganou Esse Tempo Inteiro.

Formam-Se Um Círculo, Julia Fica Dentro Dele. Ela Desnorteada Fica Sem Jeito, Apavorada.

Viriato: Você Vai Apodrecer Na Cadeia.

Clara: Monstro! Vai Pagar Caro Por Ter Feito Eu Acreditar Numa Mentira.

Eduardo: (Desligando O Celular) A Polícia Já Ta Vindo.

Julia: (Medrosa) A Polícia?

Eduardo: É. E Você Vai Morrer Lá Dentro.

Quando Eduardo Vai Colocar O Celular Sobre A Mesinha, Julia Saca De Um Punhal E Pega Ele De Refém, Colocando A Arma No Seu Pescoço.

Eduardo: O Que Vai Fazer?

Julia: Tá Com Medinho Agora? Não É Tão Valentão? Toda Vida Foi Esse Frouxo. Não Foi Capaz De Contar A Verdade Pra Tua Mulher. Santinho Do Pau Oco.

Clara; Não Faça Nada Com Ele.

Natália Aparece E Se Apavora Ao Ver Eduardo De Refém.

Natália: (Apavorada) Eduardo?!

Julia (Irônica) Perfeito! Foi Bom Você Ter Chegado, Irmãzinha. É A Hora De Lavagem De Roupa Suja.

Eduardo: (Censurando) Cala Essa Boca, Júlia.

Júlia: Não Calo. Quem Manda Em Mim, Já Morreu.

Momento Tenso. Natália Assustada. Clara Chorando E Viriato Apreensivo.

Natália: (Tentando Ser Amigável) Larga Isso, Júlia. Não Faça Nada, Minha Irmã. Por Favor?

Julia: (Em Delírio) Estou Adorando Ver Você Se Humilhar. Que Cena Linda!

Ouve-Se Sirene Da Polícia. Viriato Vai Até A Janela.

Viriato: A Polícia Já Chegou! O Prédio Está Cercado. Se Entrega Júlia. É O Melhor Que Tem A Fazer.

Julia: É O Que Todos Querem, Não É? Mas Isso Não Vai Acontecer Nunca. Nunca!

Eduardo: (Medroso) Acaba De Vez Com Isso, Julia.

Julia: Cala Essa Boca. Ou Eu Corto Seu Pescoço Como Mata Uma Galinha. Vou Ter O Maior Prazer Em Ver Se Debatendo No Chão. (Dá Uma Risada Maléfica).

Clara: Não Adianta, Mãe. Se Entrega.

Julia: Tá Querendo Me Ver Pelas Costas, Não É, Fedelha Nojenta?

Nesse Momento, Natália Que Ver O Revólver Ali No Canto, Pega Meio Trêmula.

Natália: Eu Vou Acabar Com Essa Palhaçada Agora.

Natália Engatilha A Arma.

Eduardo: (Apavorado) Você Não Sabe Mexer Nisso, Natália. Solte-A.

A Cena Congela Nesse Tempo. Clara E Viriato Assustados. Corta Para Eduardo E Júlia. Ele Com Cara De Pavor. Julia Rindo Irônica. Corta Para Natália. Em Slow, Ela Atira. A Bala Vai Saindo Num Efeito Que A Câmera Vai Conseguindo Captar Com Perfeição. Um Zoom Em Natália Assustada Com A Própria Atitude. Outro Zoom Em Eduardo, A Câmera Vai Mostrando Ele Atingido, Impactado Pelo Tiro, Vai Caindo Devagar Ao Chão De Joelhos. Natália Atira Novamente, Atingindo A Barriga De Júlia. Vemos O Punhal Cair, Logo Depois, Ambos Caem Ao Mesmo Tempo. Toda A Cena Em Slow. Muita Tensão. Detalhar Bem Essa momento. Eduardo Caído E Júlia Ao Lado Também. Estão Mortos.

Clara E Viriato Correm Para Os Corpos.

Clara: (Correndo Até O Corpo De Júlia) Mãaaaaae. (Põe O Ouvido Sobre O Peito Dela) Está... Está Morta.(Chora).

Viriato: (Verificando O Pulso De Eduardo) Já Era.

Clara: (P/Natália) Você Matou A Minha Mãe, Tia!

Natália Está Desnorteada, Acuada, Sentada Ao Chão, Num Choro Descontrolado.

Natália: Eu Não Pude Lhe Dar Um Filho, Eduardo! Não Pude. (P/ Clara, Revela) A Júlia Estava Grávida, Clara. Grávida.

Clara: (Surpresa) Grávida?!

Natália: (Solta Outra Bomba) E O Filho Era Do... Eduardo.

Viriato Leva As Mãos A Cabeça, Confuso. Clara Horrorizada.

Natália: (Indo Até O Corpo De Eduardo, Em Delírio) Eu Não Terei Esse Prazer Nunca. Um Filho! Nunca Vou Ter Esse Prazer.

Natália Deita Ao Lado Do Corpo Dele, Como Uma Infantil. Clara Alisando O Ventre De Júlia.

Viriato Acende Um Cigarro.

A Câmera Do Alto Vai Saindo, Explorando A Cena. Entra Um Tango Argentino Para Finalizar.

Aos Poucos Aparece... Black-Out.

Fim Do Quinto e Último Capítulo.

 



A Vontade do Mal

Temporada 1 | Episódio 5

 

Criado e Escrito por:

Nathan Freitas

 

Elenco:

Eduardo (Alexandre Nero)

Natália (Giovanna Antonelli)

Júlia (Vitória Estrada)

Viriato (Rafael Cardoso)

Clara (Sophia Valverde)

 

Rajax © 2021



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

close

menu cel